protective-mask-5021416_1280

Sabe escolher e “ler” o rótulo de uma máscara?

Saiba como distinguir os diferentes tipos de máscaras.

As máscaras são categorizadas em três níveis. Escolha a sua em função da finalidade da sua utilização.

NÍVEL 1

Utilizadas por quem: Profissionais de saúde e doentes

Tipos de máscaras:

  • Semi máscara de proteção respiratória (FFP2, FFP3). Qualificação: Equipamento de Proteção Individual. Norma: EN 149:2001+A1:2009 ou normas internacionais equivalentes reconhecidas.
  • Máscaras cirúrgicas Tipo II e IIR. Características: Não reutilizáveis; nível de eficiência de filtração bacteriana superior a 98%; o “R” significa que é também resistente a salpicos. Qualificação: Dispositivo Médico. Norma: EN 14683:2019 ou normas internacionais equivalentes reconhecidas.

NÍVEL 2

Utilizadas por quem: Profissionais em contacto frequente com o público* (ver nota abaixo)

Tipos de máscaras:

  • Máscaras cirúrgicas Tipo I. Características: Não reutilizáveis; nível de eficiência de filtração bacteriana superior a 95%. Qualificação: Dispositivo Médico. Norma: EN 14683:2019 ou normas internacionais equivalentes reconhecidas.
  • Máscaras alternativas para contactos frequentes com o público, de uso único ou reutilizáveis. Características: Desempenho mínimo de filtração de 90%. Qualificação: Artigo Têxtil. Norma: Permeabilidade ao ar (Respirabilidade) – EN 14683:2019 (Anexo C) ou EN ISO 9237:1995; Capacidade de Retenção de Partículas (Filtração) – EN 14683:2019 (Anexo B) ou EN 13274-7:2019; outros métodos equivalentes reconhecidos.

NÍVEL 3

Utilizadas por quem: Profissionais que não estejam em teletrabalho ou população em geral para as saídas autorizadas em contexto de confinamento.

Tipos de máscaras:

  • Máscaras alternativas para contactos pouco frequentes, de uso único ou reutilizáveis. Características: Desempenho mínimo de filtração de 70%. Qualificação: Artigo Têxtil. Norma: Permeabilidade ao ar (Respirabilidade) – EN 14683:2019 (Anexo C) ou EN ISO 9237:1995; Capacidade de Retenção de Partículas (Filtração) – EN 14683:2019 (Anexo B) ou EN 13274-7:2019; outros métodos equivalentes reconhecidos.

Fonte: INFARMED, 2020

NOTA IMPORTANTE

Apesar de as máscaras cirúrgicas se destinarem, por regra, à utilização por profissionais, a Direção-Geral da Saúde aconselha que sejam também utilizadas por:

  • todas as pessoas que permaneçam em:
    • espaços e estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços
    • serviços e edifícios de atendimento ao público
    • estabelecimentos de ensino e creches pelos funcionários docentes e não docentes e pelos alunos maiores de seis anos
    • transportes coletivos de passageiros
  • pessoas com COVID-19
  • pessoas com sintomas de infeção respiratória como febre, tosse ou dificuldade respiratória
  • cuidadores de pessoas com COVID-19
  • pessoas no interior de instituições de saúde
  • pessoas com estados de imunossupressão
  • pessoas com doenças crónicas
  • idosos (mais de 65 anos de idade)
  • profissionais com elevado risco de exposição em algumas tarefas da sua atividade

Fonte: DGS, 2020

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Subscreva

Deixe os seus contactos para lhe enviarmos um resumo semanal das novas publicações para o seu email