stethoscope-1584223_1920

Recomendações da Organização Mundial de Saúde

Procure informação em fontes em que possa confiar.

Se vive numa zona onde há casos confirmados de COVID-19, deve levar a sério o risco de infeção. Siga as indicações da Organização Mundial de Saúde e das autoridades nacionais e locais.

Na maioria das pessoas, a infeção por COVID-19 causará doença leve. Contudo, poderá causar doença grave noutras pessoas e ser, até, fatal. As pessoas com risco de doença severa são os idosos e pessoas com doenças já existentes, como doenças cardiovasculares, doenças respiratórias crónicas ou diabetes.

QUESTÕES FREQUENTES

O que é um coronavírus?

Os Coronavírus são uma família de vírus conhecidos por causar doença no ser humano e são bastante comuns em todo o mundo. O COVID-19 é uma doença causada por uma nova estirpe de coronavírus identificada na cidade de Wuhan (China) em dezembro de 2019.

Após contacto com uma pessoa infetada, até quando podem surgir sintomas?

O período de incubação do COVID-19 é de 2 a 14 dias. Isto significa que se uma pessoa permanecer bem 14 dias após contactar com um caso confirmado de COVID-19, é pouco provável que tenha sido contagiada.

Quais são os sintomas mais frequentes?

  • Tosse
  • Dificuldade respiratória
  • Febre

Como se transmite o COVID-19?

A transmissão do COVID-19 acontece quando existe contacto próximo (área até 2 metros) com uma pessoa infetada. O risco de transmissão aumenta quanto maior for o período de contacto com uma pessoa infetada.

As gotículas produzidas quando uma pessoa infetada tosse ou espirra (secreções respiratórias que contêm o vírus) são a via de transmissão mais importante.

Existem duas formas através das quais uma pessoa pode ficar infetada:

1. As secreções podem ser diretamente expelidas para a boca ou nariz das pessoas em redor (área até 2 metros) ou podem ser inaladas para os pulmões;

2. Uma pessoa também pode ficar infetada ao tocar em superfícies ou objetos que possam ter sido contaminados com secreções respiratórias e depois tocar na sua própria boca, nariz ou olhos.

Como se previne a transmissão da infeção?

Atualmente não há vacina contra o COVID-19. A melhor maneira de prevenir a infeção é evitar a exposição ao vírus.

Existem princípios gerais que qualquer pessoa pode seguir para prevenir a transmissão de vírus respiratórios:

Permanecer em casa.

Lavar as mãos com frequência – com sabão e água, ou esfregar as mãos com gel alcoólico se não for possível lavar as mãos. Se as mãos estiverem visivelmente sujas, devem ser usados preferencialmente sabão e água.

Cobrir a boca e o nariz com um lenço de papel descartável sempre que for necessário assoar, tossir ou espirrar. O lenço de papel deverá ser descartado num caixote do lixo e, em seguida deverão ser lavadas as mãos. Na ausência de um lenço de papel descartável, poder-se-á tossir para a prega do cotovelo. Nunca se deve tossir nem espirrar para o ar ou para as mãos.

As pessoas que sintam tosse, febre ou dificuldade respiratória devem permanecer em casa e ligar para a linha SNS 24: 808242424.

Lave sempre as mãos:

a) Antes de sair de casa ou do seu local de trabalho

b) Ao chegar a casa ou ao seu local de trabalho

c) Após usar a casa de banho

d) Após intervalos e atividades desportivas

e) Antes das refeições, incluindo lanches

Utilizar um gel alcoólico que contenha pelo menos 60% de álcool se não for possível lavar as mãos com água e sabão.

Evitar tocar nos olhos, nariz e boca sem ter lavado as mãos.

Evitar contacto próximo com pessoas com tosse, febre ou dificuldade respiratória.

Limpar e desinfetar frequentemente objetos e superfícies de utilização comum.

Se tiver sintomas ou dúvidas contacte a Linha SNS24: 808 24 24 24. Não se desloque diretamente a nenhum estabelecimento de saúde.

O uso de máscaras de proteção na população em geral não está recomendado, uma vez que não há qualquer evidência de benefício do seu uso fora de estabelecimentos de saúde. Se seguir as recomendações anteriores, estará seguro.

Veja aqui outras perguntas a que a Direção-Geral da Saúde responde.

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Subscreva

Deixe os seus contactos para lhe enviarmos um resumo semanal das novas publicações para o seu email